Cenipa vai começar hoje investigações sobre queda do avião que matou Marília Mendonça


 O Cenipa, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, informou, na noite desta sexta-feira (5), que as investigações sobre a causa do acidente do avião que levava a cantora Marília Mendonça ainda não começaram. As primeiras providências foram anunciadas no início da noite.

O Cenipa informou que acionou os investigadores da regional do Rio de Janeiro, e essa equipe, escalada para a operação, seguirá para a região do acidente, cedo, no sábado (6). Os investigadores vão começar o trabalho identificando indícios, fotografando a área do acidente, a aeronave, recolhendo partes do avião, peças, destroços, e tudo isso será encaminhado para análise. Eles também deverão ouvir relatos de testemunhas do acidente e juntar à documentação.

Os investigadores, segundo o Cenipa, estão buscando as causas do acidente e consideram três fatores básicos: humano, material e operacional. Paralelamente a todo esse trabalho na região do acidente, o Cenipa também vai buscar levantar informações mais detalhadas sobre a aeronave e a tripulação, em que situação se encontravam, em que estado estavam quando começaram esse voo.

O Cenipa pretende concluir essa investigação o mais rápido possível, mas não há um prazo pré-determinado, porque toda essa investigação depende mesmo da complexidade do acidente.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO