Direita conservadora articula candidatura própria ao Governo da Paraíba

 

O setor da direita conversadora articula nos bastidores lançar um candidato ao Governo da Paraíba nas eleições de 2022. O grupo apoiava à pré-candidatura do ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD).

O político campinense, porém, desistiu de disputar ao cargo de governador no pleito vindouro e caminha para formalizar aliança com João Azevêdo (Cidadania).

Romero era aposta do Bolsonarismo para liderar o palanque do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), eventual candidato à reeleição.

O Patriotas, por exemplo, admite lançar candidatos ao Governo e ao Senado.

“O jogo está aberto. Eu sou presidente estadual do Patriotas, faço parte da direita conservadora. Vamos sim lançar um candidato a governador. Eu vou defender meu mandato a deputado estadual. O Patriotas vai ter candidato a governador, a senador e vamos eleger o maior número possível de deputados federais e estaduais. Estamos na briga”, destacou Wallber Virgolino, presidente da sigla, em entrevista ao radialista Cristiano Alves.

Walber comentou a decisão de Jair Bolsonaro em se filiar ao PL. O parlamentar considerou que o presidente acertou em escolher a legenda.

“O presidente está escolhendo um partido que tem fundo eleitoral, que tem história como o PL. Eu acho que ele acerta nesse sentido. Eu queria que ele viesse ao meu partido, o Patriotas, mas como ele escolheu o PL, estamos juntos. Vamos construir um palanque para que o presidente venha e nós vamos vencer como venceu na campanha passada”, afirmou.

Veja vídeo 

Roberto Targino – MaisPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO