“Quer que eu converse com o PSOL?”, diz Bolsonaro sobre filiação ao PL

 

O presidente Jair Bolsonaro tentou, nesta terça-feira (9), rebater eventuais críticas à sua ida para um partido do centrão, após quase ter fechado acordo com PL de Valdemar da Costa Neto. Bolsonaro lembrou que ele próprio foi filiado ao PP, outro partido do centrão com o qual vinha negociando até o momento. “Eu fui do centrão”, disse, segundo matéria divulgada pela Folha de São Paulo.

“Pessoal critica: ‘Ah, o cara está conversando com o centrão’. Quer que eu converse com o PSOL, com o PC do B, que não centrão?”, questionou o presidente, em entrevista ao portal bolsonarista Jornal Cidade Online.

O presidente ainda tentou justificar a escolha da legenda. “Se você tirar o centrão, tem a esquerda. Para onde é que eu vou? Tem que ter um partido, se eu quiser disputar as eleições do ano que vem.”

Na entrevista, o presidente não cita o PL expressamente, mas na segunda-feira (8) disse estar 99% fechado com a legenda. O partido era aliado do ex-presidente Lula (PT). No mensalão, seu principal dirigente, Valdemar Costa Neto, foi condenado e preso.

Nesta terça, em frente ao Palácio do Alvorada, o chefe do Executivo foi questionado sobre para qual partido iria. Bolsonaro disse que deve se decidir nesta semana, e aproveitou para já se blindar de eventuais críticas. “Todos os partidos têm problemas. Eu não consegui fazer o meu, [por] que a burocracia cresceu muito e foi impossível ter um partido”, disse o presidente.

MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA