Roberto Jefferson vai deixar a presidência do PTB, diz colunista

 

Parece que o ex-deputado Roberto Jefferson está com os dias contados na presidência do PTB . É o que revelou o colunista do Metrópoles, Guilherme Amado. Segundo ele, o ex-parlamentar já avisou aos seus aliados. Com isso, seguirá na presidência a sua sucessora Graciela Nienov, que está como presidente em exercício da sigla. No próximo dia 30, o partido definirá novo comando em uma convenção.

Roberto Jefferson segue preso no presídio Bangu 8, no Rio de Janeiro. Na semana passada, ele foi afastado por seis meses da presidência do legenda por ordem do ministro Alexandre de Moraes, que atendeu a um pedidos de correligionários de Jefferson. Segundo o colunista, o ex-deputado ficará fora da cúpula até o início da campanha eleitoral de 2022. 

Ainda de acordo com Guilherme Amado, em outubro, Jefferson já havia confidenciado a interlocutores na cadeia que temia ser afastado. Por isso, pediu licença do cargo por tempo indeterminado para tentar fugir da sanção. Não funcionou.

No entanto, agora, Roberto Jefferson tomou uma decisão definitiva, segundo disse a aliados nos últimos dias. Sairá de vez do comando do partido. Os próximos nomes à frente do PTB serão definidos no dia 30, em uma convenção virtual. A atual presidente, Graciela Nienov, lidera a única chapa inscrita até o momento. Graciela tem buscado repactuar a legenda e pacificar brigas internas. Ao contrário de Jefferson, tem adotado um perfil conciliador.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO