Ataque hacker ao MS pode ter sido feito internamente

 

O ataque hacker aos sites e plataformas do Ministério da Saúde pode ter sido ocasionado por alguém com acesso ao sistema, é o que diz a organização “Anonymous Brasil”. O ataque deixou o funcionamento dos principais serviços disponibilizados pelo MS comprometido. A suspeita inicial era de que essa invasão teria acontecido através de um “ransomware”.

O hackeamento de um sistema pela forma de “ransomware” se dá quando uma pessoa, ou grupo, invade determinado site, toma para si informações importantes e sigilosas, como por exemplo dados do governo ou dos cidadãos, paralisa o sistema, e cobra para devolver a normalidade do mesmo e dos dados roubados.

A Polícia Federal também descartou a possibilidade de o hackeamento do site do Ministério da Saúde ter sido por “ransomware”. De acordo com a PF, as informações dos cidadãos brasileiros não foram criptografadas nesse último ataque cibernético, mas em outro determinado momento.

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que o site do Ministério da Saúde sofre uma atentado cibernético onde dados dos cidadãos são tomados por criminosos, além de deixar fora do ar e de repassar informações públicas como o Programa Nacional de Imunização (PNI) e do ConectSus.

MaisPB

BORGES NETO LUCENA INFORMA