CASO KELTON MARQUES: três meses após morte do motoboy, suspeito segue foragido

 

Neste sábado (11) completa três meses da morte do motoboy Kelton Marques, ocorrida na madrugada de 11 de setembro, no Retão de Manaíra.

De lá para cá a polícia tem empreendido buscas no intuito de prender o suspeito do acidente, Ruan Macário, que dirigia à velocidade superior ao indicado pela via, além de ter ultrapassado o sinal vermelho, porém, até o momento ele segue foragido.

Tatianne Andrade, viúva de Kelton, além dos outros familiares da vítima, têm encabeçado uma luta no sentido de que o suspeito não fique impune.

“Esse assassino precisa ser preso! Do contrário, irá tirar a vida de outras pessoas inocentes, igual ele fez com o meu marido. Ele é um perigo pra sociedade” desabafou.

Dois pedidos de habeas corpus pedidos pela defesa de Ruan Macário já foram negados pela Justiça.

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFORMA