Deputado campinense diz que entre Romero e Vené, senador é o que mais agrega ao grupo de João

 

Em uma análise do cenário político estadual, em entrevista à Rádio Correio FM em Campina Grande, o deputado estadual Inácio Falcão declarou que ao sue ver, entre a continuidade da parceria entre o senador Veneziano e o governador João Azevêdo, ou a chegada de Romero Rodrigues ao grupo do governador, ao seu ver, o maior peso eleitoral fica por conta do grupo Vital do Rêgo.

Falcão declarou que se for observado os bastidores políticos, ele não acredita nem na tese de ruptura entre Veneziano e João, nem no desembarque de Romero no grupo situacionista, porém, caso seja necessário pesar a melhor escolha, Veneziano teria mais a contribuir ficando, já que, ainda segundo ele, Romero não levará consigo para o governo todo o seu grupo.

“Não acredito nessa possibilidade da aproximação de Romero ao governo como também no distanciamento de Veneziano. Eu acredito que quem participou e um projeto de construção da Paraíba na então gestão de Ricardo Coutinho e chegando na gestão de João, eu não acredito no afastamento desse grupo político e também não acredito na união de um grupo que sempre perseguiu a gestão dos governos Ricardo e João” pontuou.

O parlamentar reforçou ainda que apesar da contribuição que ambos poderiam dar ao projeto de reeleição de João, Veneziano já conhece os caminhos das pedras dentro do grupo, por já vir com ele há muito tempo.

“Acho que todos contribuem, cada um tem sua cota só que Romero se ele for para o grupo de João, venhamos e convenhamos não irá levar seu grupo que é o grupo Cunha Lima que já lançou seu governador. Então a preço de hoje, Veneziano pois tem o grupo dele formado dentro de Campina Grande. Veneziano participou e acompanhou todo o crescimento desse projeto, sabe os caminhos e conhece as pedras dentro desse projeto. De que forma estaríamos agregando o membro de um grupo que tanto ojerizou o governo de João Azevêdo? Então na minha opinião pessoal, a preço de hoje quem mais agregaria seria o senador Veneziano” concluiu.

PB Agora


BORGES NETO LUCEN INFORMA