João admite presença do PSD, de Romero, na coligação majoritária

 

O governador João Azevêdo (Cidadania) admitiu nesta quinta-feira (16) a presença do PSD, partido do ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, na coligação majoritária visando as eleições do próximo ano.

“Na majoritária é possível fazer alianças com vários partidos, diferente das proporcionais, em que você não tem mais coligações, mas na majoritária sim. Se puder agregar e se ele [Romero] puder participar, logicamente que nós vamos discutir e conversar, nessa direção que nós estamos pensando”, avaliou.

Ontem, Romero anunciou, por meio de carta, que não vai disputar mais ao cargo de governador no pleito vindouro e tentará uma das vagas na Câmara Federal.

Para João, a decisão de Rodrigues não se trata de renúncia. “O prefeito fez uma análise do quadro eleitoral e escolheu um caminho, o que com certeza demonstra independência, demonstra que tem liderança”, disse.

Aliança Romero e João 

Romero Rodrigues era o principal nome da oposição para disputar o Governo contra João Azevêdo em 2022. Um movimento deflagrado por aliados de ambos, porém, tem trilhado um caminho para aliança das duas lideranças, que até recentemente eram adversárias.

João e Romero já conversaram por telefone e afirmaram que devem se encontrar nos próximos dias para discutir o pleito.

Sem Rodrigues, o grupo de Oposição e o PSDB preparam para lançar o deputado Pedro Cunha Lima na próxima segunda-feira (20) como candidato a governador.

MaisPB



BORGES NETO LUCENA INFORMA