Áudio atribuído ao Cabo Gilberto 'ordena' que Polícia Militar faça sacrifícios e não trabalhe em horas extras como forma de protesto

 


Um áudio que está circulando nas redes sociais determina que soldados da Polícia Militar não conduzam viaturas e que sargentos não subam guaritas. Na mensagem, descrita como "Nova Ordem do Cabo Gilberto 24 de Janeiro", é conclamado que a categoria faça sacrifícios e não trabalhe por horas extras como forma de protesto às propostas de reajuste salarial do Governo do Estado.

"Zero extra, meus irmãos. Zero extra. Não podemos tirar extra agora. Não podemos abrir. Quando passar todo esse movimento os senhores tirem o extra que quiserem, mas agora é importante que todos tenham a consciência disso. Esses sacrifícios são importantes, meus irmãos. Não cadastre viaturas pela sua baixa. O seu telefone é particular", diz a voz. 

"Soldados não comandam viaturas. Motoristas, reforcem sua parte solicitando sua saída do quadro. Ninguém é obrigado a permanecer no quadro porque temos que ter valorização. Uma responsabilidade muito grande por apenas R$ 1,19 a hora de trabalho ou R$ 200 por mês. Sargentos, não subam guaritas, essa missão não é nossa. Vamos manter o foco na tolerância zero", ordena.

O caso foi repercutido em âmbito nacional ao ser publicado em uma matéria do jornal O Globo nesta segunda-feira (24). Ainda hoje, o governador João Azevêdo orientou aos comandos da Polícia Militar que punam militares que praticarem atos de indisciplina e de quebra de hierarquia na tropa.

Veja o vídeo com o áudio atribuído ao cabo Gilberto:


CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO