Justiça determina suspensão do serviço de mototáxi ‘99 Moto’ em João Pessoa

 

A Justiça da Paraíba determinou a suspensão do serviço de mototáxi oferecido pela empresa 99, em João Pessoa. Conforme a decisão, emitida nesta sexta-feira (14), fica proibido o transporte privado de passageiros em motocicletas, além de novos cadastros de mototaxistas, sob pena de multa diária que pode chegar a R$100 mil.

“Ante o exposto, defiro a Tutela Antecipada em Carater Antecendente, determinando que, no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, que suspenda as operações atinentes ao serviço de mototáxi ou congênere oferecido pela empresa demandada, determinando-se que a referida promovida se abstenha de imediato de prestar o serviço em comento, além do que suprima do seu aplicativo qualquer possibilidade de cadastro ou exercício da atividade de mototaxistas ou operadores do referido modal de transporte, sob pena de multa diária, por descumprimento, no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) até o montante de R$ 100.000,00 (cem mil reais)”, diz trecho da decisão.

A ação, movida pelas empresas que regem os transportes públicos da capital paraibana, especialmente de ônibus, se respalda no artigo 3º da Lei de nº 8.210, de abril de 1997, que proibe a existência da modalidade de transporte remunerado de passageiros através de motocicletas ou congêneres.

Mesmo diante da proibição legal, a empresa 99 iniciou o serviço ’99 Moto’ desde a última terça-feira (11), tendo inclusive já ajustado o aplicativo à solicitação de viagens e cadastro de mototaxistas.

A suspensão aconteceu por meio do Juiz Antônio Carneiro de Paiva Júnior, do Tribunal de Justiça da Paraíba. Nos autos, é concedido o prazo de até 24 horas para que a empresa suspenda as atividades de mototáxi em João Pessoa, sob pena de multa diária por descumprimento, no valor de R$ 10 mil, poden do chegar a R$ 100 mil.

PB AGORA


FALA PARAÍBA-BORGES NETO