Lucena: ex-secretário revela problemas de saúde após erro na vacinação


 Os erros na aplicação da vacina contra a Covid-19 que aconteceram em Lucena, Litoral Norte da Paraíba, repercutiram em todo o Brasil e principalmente na vida do ex-secretário de saúde do município, Antônio Paulo. Exonerado do cargo após o incidente, ele admitiu estar com problemas de saúde e alegou ter precisado se ausentar no momento que aconteceu o problema na aplicação.

De acordo com depoimentos colhidos pelo Ministério Público Federal (MPF) do gestor, ele estaria cuidando da esposa quando tudo aconteceu. Antônio relatou ter se ausentado temporariamente das suas funções e pedido que uma pessoa ficasse atenta as deliberações da vacinação em crianças – que, na época, dezembro de 2021, ainda estava sendo discutida.

A notícia dos erros da aplicação teriam vindo logo em seguida, após a sua ausência, que teria sido comunicada ao prefeito. Segundo o ex-secretário, que disse ser portador de Labirintite – doença neurológica que causa desordem do equilíbrio do corpo humano -, ao ser comunicado do erro, ele teve uma crise e não conseguiu voltar ativamente à sua função.

Antônio alegou que o fato pesou por conta de preocupações anteriores relacionadas à vacinação. O ex-gestor disse que compartilhava da ansiedade com o prefeito e que procurava autoridades de saúde do estado para ter instruções de como alcançar um maior público-alvo. Apesar disso, no entanto, ele relata não ter pedido licença médica pois achava que iria se recuperar rapidamente.

Por fim, o ex-secretário finalizou seu depoimento afirmando que não orientou nenhum técnico ou responsável a aplicar vacinas em crianças e que não tem conhecimento de nenhum chefe de setor que tenha realizado tal aplicação.

MaisPB