Polícia Civil de Campina Grande efetua prisão de travesti acusada de matar motorista caririzeiro

 

A Polícia Civil de Campina Grande/PB acaba de prender a travesti acusada de matar o jovem motorista de aplicativo Everton Albuquerque, que é natural da cidade de Boa Vista, Cariri da Paraíba.

A informação foi confirmada pela delegada Elizabete Beckman, que os agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande no Bairro da Ramadinha

Jessy Lima revelou à delegada que já conhecia a vítima e tinha caso amoroso com ele. A acusada ainda relatou que teria marcado o encontro pelo aplicativo e após uma briga, esfaqueou-o com três golpes de faca. Jessy Lima ainda relatou que só soube do óbito após veiculação da imprensa.

A travesti identificada como “Jessy” (foto) foi quem solicitou a corrida pelo aplicativo do bairro de Nova Brasília na noite do último dia 31 e aplicou golpes de faca contra Everton Albuquerque.

Antes de morrer, o motorista de aplicativo chegou a contar detalhes do que ocorreu ao seu companheiro, ainda na ambulância do Samu, quando era socorrido para o Hospital de Trauma. Cerca de uma hora depois, ele faleceu.

O boavistense Everton Albuquerque tinha apenas 25 anos de idade e trabalhava em aplicativo em Campina Grande.

De olho no Cariri 

Blog do Márcio Rangel

FALA PARAÍBA-BOR5GES NETO