Aulas na rede estadual da Paraíba serão no formato híbrido com início dia 14 de fevereiro


 As aulas na rede estadual de ensino da Paraíba irão começar dia 14 de fevereiro e serão no formato híbrido, ou seja, com 50% presencial e 50% remoto, de acordo com informações repassadas pelo secretário de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia, Claudio Furtado. O início estava previsto para a próxima segunda-feira (07), mas devido a inconsistências no processo de matrículas, que este ano foi online, a pasta decidiu adiar em uma semana. 

Claudio Furtado comentou que o processo de matrículas online, em 2022, está dividido em três etapas. Inicialmente se faz um cadastro. Em seguida, o estudante é encaminhado para outras etapas para confirmação da matrícula. No entanto, estas etapas estavam apresentando erros. “Chegamos a um número de cadastrados, de confirmados, muito bom, ou seja, mais de 250 mil de alunos já cadastrados, mostrando que a rede vai ter uma dimensão pelo menos igual ou maior do que o ano passado, mas as outras etapas às vezes tinham alguns erros de validação e impedia a finalização da matrícula que é a geração da turma”, afirmou, como repassado ao ClickPB.

O secretário de Educação ressaltou também que mais de 80 mil com matrículas já foram validadas e inseridas nas turmas. Porém, ainda faltam os demais estudantes validarem as matrículas. Esta semana, segundo Claudio Furtado, será para consertar as inconsistências nas matrículas. “Para dar mais uma evolutiva para o aluno saber qual escola está matriculado, qual a turma, efetivar de fato a matrícula do aluno”, reforçou.

Claudio Furtado explicou o que estava acontecendo nas matrículas. “Um determinado aluno se matricula para fazer o 1º ano do Ensino Médio em uma determinada localidade. Ele, na segunda opção da matrícula, tinha que escolher a modalidade de ensino. Se ele escolhesse errado a modalidade de ensino que ele ia fazer isso faz com que não apareça determinada escola que ele pretende se matricular. Ele não ia para frente e dava erro naquela matrícula. A gente resolveu corrigir essas inconsistências para devolver, ou seja, para o aluno, para que ele possa corrigir e terminar a efetividade da sua matrícula e nós pudermos formar a turma”, ressaltou.

Por conta dessa inconsistência, Claudio Furtado informou que o início das aulas ficou para dia 14 de fevereiro. “De forma híbrida, ou seja, 50% do conteúdo presencial e 50% remoto, fazendo um rodízio de turmas de até 50% dos alunos”, afirmou. No entanto, lembrou que para participar das atividades é necessária a vacinação dos estudantes, mas também dos profissionais que estão dentro da escola. “É obrigatório também a comprovação da vacinação daquele aluno, do pai ou responsável que vai comparecer a escola, ou seja, para buscar o aluno. O acesso só será permitido a pessoa vacinada”, afirmou. 

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO