Kassab diz que se João ingressar no PSD tem que ser com a união de todos: ‘Vou dialogar’

 

Em entrevista à imprensa na noite de ontem (31), o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, comentou a situação do partido na Paraíba, que está dividida de um lado o ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues e o prefeito de Campina Grande Bruno Cunha Lima, onde ambos defendem o apoio ao deputado Pedro Cunha Lima na disputa pelo Governo do Estado. A outra parte da legenda, liderada pela secretária Eva Gouveia, declarou voto na reeleição de João Azevêdo (Cidadania).

“Eu vou antes de tudo procurar o diálogo com todos para com calma concluir. Política sempre tem que se concluir com calma. Vamos nos próximos dias conduzir conversas”, disse Kassab destacando também: “Eu tenho um bom diálogo com todos. Tenho bom diálogo com a minha amiga Eva Gouveia, com o governador João Azevêdo, Aguinaldo Ribeiro, o amigo Raimundo Lira, Romero Rodrigues e o prefeito Bruno Cunha Lima. Vamos tomar muito cuidado”, destacou.

Questionado sobre os contatos com João e uma possível filiação do governador à sigla, Kassab foi direto. “O importante é que se ele vier, que seja com a união. Uma circunstância de somatório, vinculado a um projeto partidário”, disse

PB AGORA


BORGES NETO LUCENA INFORMA