Sintur avalia ‘intransigência’ em paralisação e leva negociações com motoristas à justiça

 

O Sindicato dos Transportes Coletivos Urbanos de João Pessoa (Sintur-JP) reagiu ao protesto dos motoristas de ônibus registrado na manhã desta quinta-feira (3). O presidente da entidade, Isac Júnior, avaliou o ato como intransigente e que atrapalha o diálogo em torno das negociações salariais e disse que o Sintur solicitou em juízo que a operação fosse retomada, além de ter ingressado o dissídio coletivo na justiça do trabalho.

“Infelizmente fomos tomados com a segunda paralisação em menos de uma semana, mais uma mobilização grevista nesse processo. Achamos uma atitude intransigente por parte do Sindicato dos Motoristas, que não constrói e não acrescenta, aliás, prejudica o trabalho de diálogo”, avalia o sindicalista.

Isac Júnior afirmou que as categorias estão em processo de construção da convenção coletiva de trabalho e que a reivindicação dos motoristas é de um reajuste de 10%.

“Apresentamos uma proposta que passa o salário dos R$ 2.680 para R$ 2.900, no Ministério do Trabalho, um reajuste de 8.2% que a categoria recusou e deflagrou esta greve”, acrescenta o presidente do Sintur.

Tocador de vídeo
00:00
01:34

MaisPB

BORGES NETO LUCENA INFORMA