Após Daniella Ribeiro assumir comando do PSD na Paraíba, Romero Rodrigues diz que foi traído e que adversários querem ganhar 'no tapetão'


 O ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, se encontra no Hotel Garden, onde em breve vai assinar a ficha de filiação ao PSC. A legenda será sua nova casa onde o político sairá candidato a uma vaga na Câmara dos Deputados, em Brasília, ao lado dos deputados federais Ruy Carneiro e Leonardo Gadelha. A expectativa do partido é eleger quatro representantes.

A jornalistas, Romero comentou os bastidores que levaram a sua saída do PSD, partido no qual era presidente estadual. O ex-gestor classificou o anúncio da filiação da senadora Daniella Ribeiro pela Executiva Nacional como traição e fez críticas indiretas aos Ribeiros, que articularam a mudança junto a Gilberto Kassab, presidente nacional da sigla.

"Isso é um absurdo. Poderiam ter me avisado com antecedência quando eu estava andando a Paraíba inteira tentando construir uma chapa vitoriosa para a Câmara Federal e também trazendo um conjunto de pessoas que iriam somar para uma chapa a deputado estadual. Fui naturalmente surpreendido com essa triste notícia de pessoas que eu ajudei para o Senado da República e como candidato a vice-prefeito", disse.

"Eu sou de um coração tão puro que, se for olhar, há poucos dias eu estava publicando felicitações ao aniversário de Aguinaldo e Daniella. E como fazem isso com alguém com tamanha gentileza? Algumas pessoas tentam se apropriar de todos os partidos da Paraíba para ganhar sozinho e no tapetão. Eu não guardo mágoa ou rancor pois a escolha livre, soberana e independente vem do povo", concluiu Romero.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO