João nega pressão do PP para que ele ‘enquadre’ o Republicanos por apoio a Efraim: “Isso não me foi colocado”

 

O governador João Azevêdo (PSB) negou que tenha recebido pressão por parte do PP para ‘enquadrar’ o Republicanos e fazer com que os membros da legenda voltem atrás do apoio que deram ao pré-candidato a senador Efraim Filho (União Brasil).

“Isso não me foi colocado. Em momento nenhum me foi colocado essa condição para permanecer ou não. Temos agendado para os próximos dias, horas até, reuniões para que a gente possa definir isso. Política se faz exatamente assim: conversando, achando os pontos convergentes e seguindo em frente”, disse.

Efraim Filho, que vai compor a chapa do pré-candidato a governador Pedro Cunha Lima (PSDB), conta com o apoio das principais lideranças do Republicanos, dentre eles, o presidente da legenda, Hugo Motta, e o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino – por exemplo.

Neste cenário, é possível que alguns políticos do Republicanos apoiem apenas João na chapa e ignorem a postulação de Aguinaldo Ribeiro, pré-candidato a senador do PP, em detrimento do apoio que prometeram a Efraim.

 

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFORMA