Mais de 20 caixas misteriosas encontradas nas praias de Cabedelo estão guardadas em galpão; objetos não têm conteúdo, diz prefeitura


 A Prefeitura de Cabedelo infomou ao ClickPB nesta segunda-feira (14) que mantém armazenadas em um galpão mais de 20 caixas misteriosas que foram encontradas nas praias do município. Elas seriam procedentes de uma embarcação naufragada em 1942, durante a Segunda Guerra Mundial.

De acordo com o secretário do Meio Ambiente, Francisco Urtiga, as caixas são feitas de látex e pesam mais de 50 quilos cada uma. Ao portal, a gestão disse que busca reciclar os objetos, mas ainda não conseguiu encontrar quem pudesse fazer o processo.

"A gente está deixando no galpão de reciclagem para ver uma futura destinação que seja mais adequado do que um aterro sanitário. Elas são feitas de látex, vindo da seringueira e não possuem nenhum contaminante", disse.

O secretário também informou que as caixas são camadas prensadas de borracha e não possuem qualquer conteúdo interno. "Elas são uma peça só, digamos assim. Chamam de caixa porque é um formato quadrado. Mas, na verdade, é um cubo de borracha", acrescentou.

Novas caixas

Neste sábado (12), o ClickPB recebeu imagens das caixas encontradas nas praias de Camboinha e Areia Dourada. Elas são muito semelhantes às que haviam aparecido no litoral por diversas vezes a partir de outubro de 2018. É possível que sejam objetos da mesma origem, trazidos pela maré alta.

A última vez que uma caixa apareceu no litoral paraibano foi em fevereiro de 2020. Uma caixa foi encontrada na praia do Bessa, outra na praia da Penha e também na praia do Cabo Branco.

CLICKPB

FALA PARAÍBA-BORGES NETO