Ninão, homem mais alto do Brasil, faz prova de prótese após amputar perna e relata: “sensação muito boa que há anos não sentia”


 Joelison Fernandes da Silva, 36 anos, mais conhecido como 'Ninão', o homem mais alto do Brasil, de 2,37 metros de altura, fez a sua primeira prova da prótese após amputar a perna direita há três meses. Em conversa com o ClickPB, falou da sensação de poder ter a sua vida de volta ao normal. Há pouco mais de seis anos, Ninão andava apenas de cadeira de rodas.

Ninão, que mora no município de Assunção, no Cariri paraibano, deixou de andar após ter sido diagnosticado com uma infecção na perna – osteomielite. A orientação médica foi para amputação do membro inferior. Em dezembro do ano passado, fez a cirurgia em um hospital de Campina Grande, no Agreste do estado. Ontem (15), fez a primeira prova da prótese que ganhou de um empresário.

“Estive ontem em João Pessoa para fazer a primeira prova da prótese. Deu certo, graças a Deus. Só que ainda não vou ficar com ela definitivamente ainda porque vai dar uns ajustes ainda. Na sexta-feira da semana que vem, aí vai ter nova prova para reajustar o que falta e depois fico com ela para ir se reabilitando e aprendendo a andar novamente, se Deus quiser”, informou, em conversa com o ClickPB.

Ainda de acordo com Ninão, ter a possibilidade de voltar a andar trouxe mais esperanças e considerou inexplicável o que sentiu. “Uma sensação muito boa que há anos não sentia”, frisou. Após a segunda prova da prova e ficar definitivamente com ela, o homem mais alto do Brasil disse que passará por reabilitação e fisioterapia e acredita que em dois meses esteja andando normalmente.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO