O Antagonista revela que Bolsonaro se convenceu a demitir Milton Ribeiro, do MEC, após escândalo

 

Jair Bolsonaro já rifou o ministro da Educação, Milton Ribeiro. O Antagonista apurou que ele deixará o cargo no dia 1º de abril e será substituído por Garigham Amarante, hoje diretor de Ações Educacionais do FNDE e apadrinhado de Valdemar Costa Neto.

Na quinta-feira 24, durante sua live, o presidente disse que colocaria a “cara no fogo” por Ribeiro. 

Ontem, porém, foi convencido pelo cacique do PL de que não vale a pena deixar o governo sangrando, uma vez que a própria bancada evangélica lavou as mãos em relação ao ministro e seus pastores lobistas.

A cúpula do governo agora discute uma saída honrosa para Ribeiro, provavelmente através de uma “licença”. Atingindo pelo escândalo do Bolsolão do MEC, o ministro da Educação só não caiu na semana passada por intervenção de Eduardo e Flávio Bolsonaro.

 

PB AGORA


BORGES NETO LUCENA INFORMA