Corpo da menina Júlia pode ser liberado nesta terça-feira

 

A família ainda aguarda a liberação do corpo de Júlia, de 12 anos, encontrado na semana passada em um cacimbão, no bairro de Gramame, em João Pessoa. Resultados de exames de identificação são aguardados para esta terça-feira (19) e devem confirmar que se trata mesmo da jovem, que ficou desaparecida por cinco dias até ser localizada por uma equipe de resgate, após o padrasto indicar onde teria deixado a menina após matá-la.

Segundo a chefe do Núcleo de Medicina e Odontológia Legal (Numol) de João Pessoa, Cristiane Helena Freire, o corpo permanece no IML. “Estamos aguardado resposta do laboratório do DNA porque vamos ver se dá certo por conta do estado do decomposição. Até amanhã pode sair o perfil genético”, explicou.

Cristiane destacou que é possível a liberação do corpo, caso o resultado seja positivo. Mas se não for possível coletar a informação, será necessário processar uma nova amostra, que leva mais tempo.

“Terá que ser feita por uma amostra de dente e, para que possamos processar esta amostra, leva um tempo maior. É importante lembrar que não estamos parados no caso, a demora se dá por impossibilidade técnica. Todos os esforços estão sendo colocados para dar uma resposta rápida”, assegurou a chefe do Numol.

MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA