“Não esperávamos outra postura do ex-presidente Lula”, diz João Azevêdo

 

O governador João Azevêdo (PSB) afirmou na tarde desta terça-feira (26) que já esperava a posição tornada pública pelo ex-presidente Lula (PT), onde o petista disse que vai conversar com todas as forças políticas da Paraíba que pretendem lhe apoiar e não “recusa votos”.


“Nós não esperávamos outra postura do presidente Lula, já tínhamos sido informado desta sua intenção, eu já reafirmei diversas vezes que não haverá a chamada exclusividade defendida de forma equivocada por alguns”, disse Azevêdo.


Mais cedo, como mostrou a reportagem do Portal MaisPB, Lula afirmou que enfrenta um “bom problema” na Paraíba, mas que pretende vir ao estado e conversar com todas as forças, citando a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT), o governador João Azevêdo (PSB), o senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB) e o ex-governador Ricardo Coutinho (PT).


+ Lula cita Lígia, João e Veneziano e fala em conversar com todos: “Não recuso voto”


“Na Paraíba é um bom problema. Um técnico da seleção tem um bom problema quando tem muito jogador bom. Na Paraíba, eu estou feliz com a minha situação, porque muita gente boa quer trabalhar conosco, querendo fazer aliança. Eu não recuso voto”, disse, prosseguindo.


“Vou tentar ir na Paraíba, preciso ir na Paraíba, conversar com todo mundo. Não tenho veto a ninguém. Sou amigo da Lígia, conheço menos o governador [João], mas ele entrou no PSB, sou amigo de Veneziano, sou amigo do Ricardo. Quero chegar na Paraíba e conversar com todo mundo. Se for preciso pedir apoio para todo mundo, vou pedir. O que importa é ganhar”, afirmou.


MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA