Pastor Sérgio Queiroz ratifica apoio a Bolsonaro e critica "assédio" aos que não seguem "'ordens' dos que querem ser donos da política Paraibana"

 


O pastor Sérgio Augusto de Queiroz, pré-candidato ao senado nas eleições deste ano, postou em suas redes sociais uma mensagem de apoio ao presidente Bolsonaro, mas também criticando o assédio sofrido dentro do próprio núcleo bolsonarista paraibano por conta de alguns de seus posicionamentos políticos.

 Ele escreveu: "me solidarizo com os que têm sido assediados em grupos de WhatsApp por não seguirem as “ordens” dos que querem ser donos da política Paraibana".
O político havia recebido convite para ser vice tanto na chapa do PSDB quanto na do PL na paraíba, mas recusou. Na mesma mensagem ele deixa claro que no cenário local ele escolherá sozinho os seus próprios candidatos, podendo seguir ao não as orientações vindas de Brasília.

"Meu principal compromisso é reeleger o Presidente. Mas na Paraíba eu escolherei meus candidatos. Se a liberdade é uma das marcas do conservadorismo e o presidente é conservador, seguirei minha consciência. Deixem o povo em paz vocês que dizem ser democráticos", publicou o pastor. 

O pastor  Sérgio Queiroz  foi secretário de Modernização do governo Bolsonaro e atualmente é filiado à legenda do vice-presidente Hamilton Mourão, o PRTB.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BROGES NETO