Ricardo Barbosa revela que, por “24h”, Efraim deixou de receber proposta que poderia levá-lo a ser senador de João

 

O pré-candidato a deputado federal Ricardo Barbosa (PSB) revelou que, por 24 horas, Efraim Filho (União Brasil) não recebeu o convite para ser candidato a senador na chapa de João Azevêdo (PSB), o que poderia ter evitado o seu rompimento com o governo e a consequente ida para a chapa de Pedro Cunha Lima (PSDB).

“Se Efraim tem demorado 24 horas para fazer aquele anúncio de adesão à chapa de Pedro, existia uma possibilidade concreta de que ele pudesse ser chamado para compor a chapa do governador João. Ele anunciou na segunda, se tem sido na terça…”, revelou em entrevista à Rádio Arapuan FM.

De acordo com Ricardo Barbosa, ele foi escalado por integrantes do governo para conversar com Efraim, primeiramente com a missão de tentar dissuadi-lo de ser candidato a senador para ser vice de João, mas, depois, com a negativa do parlamentar, a conversa seria para que ele fosse o senador da chapa. Porém, antes de a conversa ocorrer, Efraim anunciou a ida para o grupo de Pedro.

“No domingo eu fui incumbido de conversar com o deputado Efraim sobre a possibilidade dele reexaminar a condição de pré-candidatura dele ao Senado e compor a chapa como vice. Eu fiz as interlocuções […] e ele registrou-me que não discutiria a questão de candidato a vice. Na segunda, eu fui instado a conversar com Efraim e nessa conversa caberia a avaliação da possibilidade de Efraim ir para o Senado […] Quando eu liguei para fazer essa análise, já estava a manchete em todos os portais de Efraim anunciando a adesão à candidatura de Pedro”, lamentou.

 

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFORMA