Secretária de Saúde da Paraíba esclarece que, “na prática”, nada muda na PB após fim do estado de emergência sanitária

 

A secretária de Saúde da Paraíba, Renata Nóbrega, explicou os impactos na saúde pública do estado após o fim do estado de emergência sanitária nacional em virtude da covid-19 decretado pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesse domingo (17). De acordo com Renata, a medida não muda, na prática, as medidas presentes nos serviços de saúde da Paraíba.

“O ministro fez esse anúncio sobre o encerramento da emergência de saúde pública porque foi identificado a partir dos indicadores de adoecimento, internações, redução de óbitos e de casos notificados em todo o país. Foram os principais elementos para o encerramento da emergência em saúde pública, mas, na prática, as medidas de organização da assistência, a vigilância em saúde permanecem presentes em todos os serviços de saúde da Paraíba”, garantiu.

Ela destacou, ainda, que para a população não muda nada o encerramento do estado emergencial. Seguem sendo necessários medidas de prevenção para o contágio da doença, como o uso de máscaras, hoje opcional, e a vacinação. Ela afirmou que 800 mil paraibanos ainda não tomaram a dose de reforço.

“Para a população de saúde não muda nada. As medidas de enfrentamento, de recomendações para a prevenção para a saúde da população paraibana permanece. Inclusive, reiteramos a importância, agora facultado, do uso da máscara que ajudou a vencer a covid durante esse período da pandemia, salvou vidas. A questão da vacinação permanece em todos os postos, inclusive fazemos o chamamento para a toda população que não tomou sua dose de reforço, as mais de 800 mil pessoas, procurem os postos de vacinação para que a gente consiga manter o controle da doença no nosso estado e no país e não ocorra novo repique de casos”, reforçou.

Confira:

 

PB AGORA


BORGES NETO LUCENA INFORMA