Will Smith é banido por 10 anos da cerimônia do Oscar e outros eventos da Academia


 Will Smith foi proibido de ir a todos os eventos organizados pela Academia de Hollywood, incluindo o Oscar, por 10 anos.

A decisão foi tomada nesta sexta-feira (8) pelos diretores da instituição, como punição pelo tapa que ele deu em Chris Rock na premiação de 2022. O ator já havia renunciado como membro da Academia.

A proibição diz respeito à presença nos eventos. A decisão não impede que Will Smith seja indicado ao prêmio neste período e nem tira a estatueta que ele ganhou de melhor ator em 2022.

"Eu aceito e respeito a decisão da Academia", disse Will Smith em comunicado enviado a veículos de imprensa dos EUA.

Leia abaixo a carta divulgada pelo presidente da Academia, David Rubin, sobre a decisão:

"A 94ª edição do Oscar deveria ser uma celebração dos muitos indivíduos em nossa comunidade que fizeram um trabalho incrível no ano passado; no entanto, esses momentos foram ofuscados pelo comportamento inaceitável e prejudicial que vimos o Sr. Smith exibir no palco.

Durante nossa transmissão, não abordamos adequadamente a situação na sala. Por isso, lamentamos. Esta foi uma oportunidade para darmos um exemplo para nossos convidados, espectadores e nossa família da Academia em todo o mundo, e ficamos aquém – despreparados para o fato inédito.

Hoje, o Conselho de Diretores convocou uma reunião para discutir a melhor forma de responder às ações de Will Smith no Oscar, além de aceitar sua renúncia. O Conselho decidiu, por um período de 10 anos a partir de 8 de abril de 2022, que o Sr. Smith não poderá participar de nenhum evento ou programa da Academia, pessoalmente ou virtualmente, incluindo, entre outros, o Oscar.

Queremos expressar nossa profunda gratidão ao Sr. Rock por manter a compostura em circunstâncias extraordinárias. Também queremos agradecer aos nossos anfitriões, indicados, apresentadores e vencedores por sua postura e graça durante nossa transmissão.

Esta ação que estamos tomando hoje em resposta ao comportamento de Will Smith é um passo em direção a um objetivo maior de proteger a segurança de nossos artistas e convidados e restaurar a confiança na Academia. Também esperamos que isso possa iniciar um tempo de cura e restauração para todos os envolvidos e impactados."

O Conselho da Academia inclui artistas como os diretores Steven Spielberg e Ava DuVernay e as atrizes Laura Dern e Whoopi Goldberg entre seus membros.

Decisão adiantada

A Academia do Oscar adiantou para esta sexta-feira a reunião de seus diretores para definir sanções contra Will Smith por ter dado um tapa em Chris Rock durante a premiação. A reunião estava marcada inicialmente para o dia 18 de abril.

No dia 30 de março, os organizadores abriram um processo disciplinar contra WIll Smith. Eles deram um prazo de 15 dias para o ator se defender por escrito antes de definir se ele poderia ser expulso ou suspenso da entidade.

Como Will Smith renunciou no dia 1º de abril como membro da Academia, este prazo não seria mais necessário

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO