Ala amarela do Hospital Arlinda Marques é interditada após vazamento de gás

 

A ala amarela do Hospital Arlinda Marques, em João Pessoa, foi interditada após o vazamento de gás registrado na noite desta quarta-feira (11). Na manhã desta quinta-feira (12), o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) esteve no local e participou de uma reunião junto ao Ministério Público da Paraíba, para debater o problema.

De acordo com o diretor de fiscalização do CRM-PB, Bruno Leandro, o gás que vazou não é inflamável ou tóxico, mesmo assim, o local foi isolado para análises.

“O local foi interditado e havia quatro pacientes nesta área que foram deslocados para outra ala. O CRM considerou adequados os procedimentos adotados”, disse o médico, em entrevista à TV Cabo Branco.

O setor de urgência e emergência segue atendendo a população normalmente. “Mas a ala permanece interditada até que as análises sejam concluídas. Recomendamos à Cagepa a verificação desta situação”, acrescentou.

MaisPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO