Pastor que chamou fiéis de “lixo” renuncia cargo na Assembleia de Deus

 

O pastor Daniel Nunes não é mais presidente da Igreja Assembleia de Deus de Campina Grande. O religioso pediu a renúncia do cargo nesta quarta-feira (25). Na nota, a igreja tradou a decisão como de “cunho pessoal”.

Recentemente, o pastor foi alvo de críticas por parte de fiéis e outras lideranças religiosas após chamar mulheres que usam calça de “lixo e trastes”. Ele também criticou os outros pastores que liberam as ovelhas a se vestirem com roupas comuns.

“Essas igrejas são uma benção porque elas vem e fazem uma limpeza nesses trastes que estão dando trabalho para gente e ficam os que querem ser santos. Leva esses lixos para lá e deixa o que quer ser santo na palavra”, disse.

A fala causou reação do também pastor Silas Malafaia, que nas redes sociais condenou a pregação do religioso.

“Olá, povo abençoado de Campina Grande. Eu queria mandar uma mensagem para o povo de Deus dessa cidade. Se o pastor te considera um lixo, nós da Adevec aprendemos que Jesus recicla lixo”, iniciou Malafaia.

Ele reforçou que se um pastor reconhece que na sua igreja tem um lixo, ele deve tratar e cuidar. “Porque a grandeza do evangelho é transformar pessoas”, afirmou Malafaia, convidando para sua igreja os fiéis chamados de lixo pelo pastor paraibano.

MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA