Acusado de traição por Galdino, Aguinaldo reage: “Quero ver ser mais homem que eu”

 

O deputado federal Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) endureceu o discurso, na tarde desta quinta-feira (17), após ter sido supostamente acusado de traição pelo presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (Republicanos), e que teve medo de enfrentar a eleição para o Senado. Em entrevista à Rádio Arapuan FM, o parlamentar disse que não entraria em debate “rasteiro” e emendou:

“Quem tem coragem é a gente. Fazer campanha com contra cheque da Assembleia é fácil. Eu vou manter minha posição porque eu não me guio por ninguém. Eu não tenho medo é de ninguém. Não tem homem para me enfrentar. Eu quero ver ser mais homem do que eu. Pode ser quem quer que seja”, criticou.

Aguinaldo disse que manterá o respeito,  serenidade e sem agredir ninguém.  “Eu estou calmo e sereno, mas medo de ninguém eu não tenho”, destacou.

MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFOMRA