Anestesista presta BO contra diretor do HNSN/Rede D’Or por suposta ameaça; veja o documento

 

O diretor de marketing do Hospital Nossa Senhora das Neves (HNSN/Rede D’Or), Claudio Pessoa, foi denunciado por um anestesista pelo crime de ameaça após ter supostamente afirmado que o “clima iria ficar tenso dentro do hospital” se o profissional participasse do procedimento cirúrgico de uma paciente na equipe de um médico ortopedista. O Boletim de Ocorrência foi lavrado na Central de Polícia Civil de João Pessoa no último sábado (18).

De acordo com o denunciante, que pediu para não ter o seu nome identificado, bem como o do cirurgião que comandaria o procedimento e da paciente, para evitar represálias e demais constrangimentos, a cirurgia ocorreria às 20h da sexta-feira (17) e, por volta das 13h, o cirurgião recebeu um telefonema do diretor de marketing com a suposta ameaça relatada no primeiro parágrafo.

Como relatou no BO, “temendo que algo pior acontecesse”, ele não participou do procedimento cirúrgico e decidiu por representar criminalmente contra o diretor.

Saiba mais

O HNSN/Rede D’Or está no centro de um escândalo no qual um grupo de anestesistas seria protagonista de um esquema de cartel e outras irregularidades visando que apenas um grupo seleto realizasse os procedimentos em detrimento de outros profissionais que trabalham há anos com suas equipes médicas que atuam nesta unidade hospitalar. A direção do hospital é apontada como facilitadora do esquema.

Com isso, seis anestesistas apontados como membros do esquema foram expulsos da Cooperativa dos Anestesiologistas da Paraíba (Coopanest-PB) após um processo ético técnico. São eles: JOSÉ BONIFÁCIO IMPERIANO, ANÍBAL COSTA FILHO, DANIEL IMPERIANO, EDMILSON GOMES FILHO, DAVIDSON BARBOSA E RODRIGO VITAL.

Confira o BO:

 

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFOMRA