Aumento de casos de grávidas infectadas pelo zika vírus coloca Saúde em alerta

 


A Secretaria estadual de Saúde da Paraíba está em alerta por causa do aumento dos casos infecções por zika vírus em grávidas no Estado. A doença pode causar síndrome congênita que leva a microcefalia nos fetos.

De acordo com o secretário executivo da pasta, Jhony Bezerra, 11 grávidas são monitoradas no Estado. Todas estão bem assim como as suas gestações.

“Nenhuma gestante foi diagnosticada com a síndrome congênita por zika vírus e nenhuma criança com dessas com diagnóstico de microcefalia. Algumas já pariram e seus filhos estão saudáveis e as outras seguem em acompanhamento pela Secretária Estadual de Saúde e as secretarias municipais de saúde”, afirmou Jhony Bezerra ao programa de Rádio Hora H, apresentado pelos jornalistas Heron Cid, na Rede Mais Rádio.N

No geral,, foram detectadas mais de 600 casos  de pessoas infectadas pelo zika vírus na Paraíba nesse período. Portanto, o secretário recomenda cuidados para evitar contato com o mosquito aedes aegypti vetor da doença e de outras como a dengue e chicungunya.

“As gestantes devem usar repelentes haja vista que existe um risco maior de contrair a zika vírus e também outros cuidados em domicílios onde surge grande parte das arboviroses”, acrescentou.

MaisPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO