Menina de dez anos é presa após matar mulher que discutia com sua mãe nos EUA

 

Uma menina de dez anos foi presa, na terça-feira (7), depois que as autoridades disseram que ela atirou fatalmente em uma mulher que estava discutindo com sua mãe, de acordo com o Departamento de Polícia de Orlando, nos Estados Unidos.

A criança foi colocada sob custódia do Departamento de Crianças e Famílias da Flórida, de acordo com a polícia.

Em um comunicado após o tiroteio, a procuradora estadual dos condados de Orange e Osceola, Monique H. Worrell, disse que seu escritório começou a analisar o caso e “considerará todos os fatos, incluindo a idade da criança e todas as circunstâncias ao redor, quando tomar uma decisão sobre acusação”.

“Queremos ser claros ao afirmar que nenhuma decisão de acusação foi tomada por nosso escritório”, disse o comunicado do procurador do estado, acrescentando que o incidente foi “um dos casos mais trágicos que já vi em minha carreira de 22 anos”.

A mãe da criança também está sob custódia, de acordo com a polícia de Orlando.

Testemunhas disseram à polícia que o tiroteio ocorreu na noite de 30 de maio, quando a mãe da criança e a vítima, Lashun Denise Rodgers, 41, começaram a discutir do lado de fora de um complexo de apartamentos, de acordo com um relatório de prisão.

A criança estava com a mãe no momento da discussão, segundo o boletim de ocorrência, que citou testemunhas.

A mãe supostamente iniciou uma briga física socando Lashun, que retaliou dando um soco nas costas dela, diz o relatório da prisão, citando o namorado de Lashun como uma testemunha.

O namorado disse às autoridades que tentou separar a briga, mas a vítima tentou “lutar” com a mãe, segundo o relatório. Ele então supostamente viu a criança segurando uma arma de fogo preta antes de disparar “um ou dois tiros” em Lashun, mostra o relatório. A criança então gritou “ela não deveria ter batido na minha mãe”, disse o namorado à polícia.

Lashun foi levada para o Orlando Regional Medical Center, onde morreu mais tarde, de acordo com a porta-voz da polícia Heidi Rodriguez.

A mãe da menina foi levada sob custódia e a criança foi colocada sob custódia do Departamento de Crianças e Famílias da Flórida, disse a polícia.

A CNN entrou em contato com o advogado da mãe da criança, mas não recebeu uma resposta. A CNN não conseguiu obter informações sobre o advogado da criança envolvida.

A polícia disse que a investigação está em andamento.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO