Ministério Público instaura inquérito e pede análise técnica da água em meio a denúncias de contaminação, após privatização em Santa Rita

 


O Ministério Público da Paraíba (MPPB) vai instaurar um inquérito civil público para verificar a qualidade da água que está sendo distribuída à população do município de Santa Rita e vai pedir uma análise de amostra da água. A ação do MPPB ocorre após denúncias de que a água está saindo suja das torneiras, com cor amarelada, e após o ClickPB ter noticiado que "o relatório do laboratório +Água, que realizou a análise, aponta contaminação fecal com mais de 20 bactérias em amostras de água de Santa Rita."

O inquérito será instaurado conjuntamente pelos promotores de Justiça do Meio Ambiente e do Consumidor de Santa Rita, respectivamente, Romualdo Tadeu Araújo Dias e Ana Maria França.

O procurador-geral de Justiça, Antônio Hortêncio Rocha Neto, informou que se reuniu, nesta sexta-feira (03), com os promotores de Santa Rita que atuam na área. “O Ministério Público vai atuar nessa questão tanto na questão ambiental da água como também no direito dos consumidores de terem água de qualidade. Serão tomadas as providências necessárias para corrigir qualquer situação irregular que, porventura, esteja acontecendo”, disse o PGJ.

A questão também foi debatida, nesta sexta-feira, em reunião com a participação do corregedor-geral do MPPB, Alvaro Gadelha Campos, e dos procuradores de Justiça Francisco Sagres, Victor Granadeiro e Herbert Targino.

O promotor de Justiça Romualdo Tadeu Araújo informou que o inquérito civil será instaurado de imediato, em atuação conjunta com a Promotoria do Consumidor, e que será requisitada análise de uma amostra da água para verificar se realmente a água que está sendo distribuída é imprópria para consumo humano.

Ainda conforme o promotor de Justiça, a partir da constatação da qualidade da água, a empresa responsável pelo abastecimento em Santa Rita será chamada para que essa situação seja sanada de forma imediata.

“Diante das informações colhidas e das denúncias apresentadas na imprensa e em redes sociais, denunciando essa situação de má qualidade do abastecimento da água potável em Santa Rita, vamos instaurar, de imediato, um inquérito civil, em atuação conjunta da Promotoria do Meio Ambiente e do Consumidor, e, a partir das constatações, iremos deliberar providências nos sentido de resolver essa situação”, explicou o promotor.

Pessoas doentes em Santa Rita

A UPA localizada no bairro de Tibiri, em Santa Rita, tem registrado um grande número de pessoas, sobretudo crianças e idosos, se queixando de sintomas como dores na barriga, vômito e diarreia. "Não é algo pontual, foi um aumento significativo. Nosso medo é que haja um surto", narrou o empresário Nicola Lomonaco que fez as imagens da Unidade de Pronto Atendimento.

Na última semana, após passar vários dias sem abastecimento de água, vários moradores da cidade divulgaram vídeos nas redes sociais mostrando a água com coloração amarelada saindo das torneiras e relatando mau cheiro.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO