Prefeitura de Araruna gasta R$ 400 mil em contratação de shows para o 'São João na Serra'


 A Prefeitura de Araruna vai gastar o total de R$ 400 mil com a programação de São João neste ano de 2022, de acordo com dados consultados pelo ClickPB junto ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). A edição 2022 do São João na Serra terá, pelo menos quatro dias de festa, segundo os contratos assinados pela Prefeitura e publicados no sistema Tramita, do TCE-PB.

A atração mais cara será de Zé Cantor, que se apresenta no dia 22 de junho com cachê de R$ 110 mil. No mesmo diz, Amazan também faz show e receberá R$ 40 mil pela apresentação. 

No dia 25 de junho a grande atração da festa será Walkyria Santos, que receberá cachê de R$ 70 mil. No dia 24 de junho, o contrato da prefeitura com as bandas de Capilé e Eliane é orçado no valor de R$ 95 mil, sem diferenciar a destinação individual dos recursos. 

Já no dia 23 de junho se apresentam Geraldinho Lins, com cachê de R$ 50 mil, e Os 3 do Nordeste, que recebem R$ 35 mil pela apresentação.


O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba já está de olho nos gastos das prefeituras com festas e shows. Principalmente em um período pós pandemia, caracterizado por estado de calamidade pública na grande maioria das cidades.

O Ministério Público emitiu, nesta quarta-feira (1º) uma recomendação para que as prefeituras deem publicidade ao valor gasto na contratação dos artistas, bem como indiquem de onde veio o recurso. A recomendação foi feita logo após a revelação de alguns cachê considerados elevados contratados pelas prefeituras paraibanas, como tem acompanhado o ClickPB.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO