Após rompimento entre Bruno e Família Ribeiro, Enivaldo sugere “ciúmes” do prefeito contra Lucas

 

O ex-prefeito de Campina Grande e presidente do PP da Paraíba, Enivaldo Rodrigues, não poupou críticas ao prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, após a exoneração dos aliados do PP da gestão campinense.

Bruno tomou a decisão após a confirmação de Lucas Ribeiro (PP), vice-prefeito de Campina Grande e neto de Enivaldo, como o pré-candidato a vice-governador da chapa de João Azevêdo (PSB), a quem Bruno faz oposição justamente por apoiar a pré-candidatura ao Governo do Estado do seu primo Pedro Cunha Lima (PSDB).

Enivaldo diz ter pena de Bruno e não mágoa e sugeriu uma suposta inveja do gestor para com o seu vice, Lucas, como uma das causas para que os dois não tivessem trabalhado juntos como poderiam.

“Eu tenho pena porque acho ele um cara novo. Eu tenho muito mais pena do que mágoa. Eu sou um caba [sic] que perdoa, todo mundo sabe disso. Agora eu tenho pena porque um caba novo podia junto com Lucas fazer um trabalho bom. Ele ficou com ciúmes de Lucas porque Lucas atendia todo mundo, saía visitando os bairros, as pessoas e ele escondido que ele tem o gabinete lá e não pisa lá. Quando alguém quer conversar, não vê o prefeito, não conseguia falar com ele”, afirmou em entrevista à Arapuan FM.

 

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFOMRA