Datafolha: 73% dizem que educação sexual deve estar no currículo escolar

 


Levantamento do Instituto Datafolha divulgado neste domingo (3) pelo site do jornal "Folha de S. Paulo" ouviu a opinião dos brasileiros sobre temas ligados à educação.

Para 73%, educação sexual deve estar no currículo escolar. 80% dizem que as escolas devem promover o direito das pessoas viverem livremente sua sexualidade. Para 90%, os professores devem discutir discriminação racial. 70% confiam mais em civis do que militares para trabalhar em escolas. E para 93%, as escolas devem respeitar todas as religiões. Veja os números detalhados abaixo:

O Instituto Datafolha ouviu 2.090 brasileiros com idades entre 16 anos ou mais de 130 municípios do país, de 8 a 15 de março de 2022. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. O estudo foi encomendado pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e pela Ação Educativa.

Veja todos os levantamentos abaixo:

Educação Sexual

  • Deve ser abordada nas escolas: 73%
  • Não quer que o tema seja tratado: 25%

Escola deve fornecer informação sobre DSTs

  • Concorda: 96%
  • Discorda: 3%
  • Não concorda nem discorda: 1%

Educação Sexual ajuda a prevenir abusos

  • Concorda: 91%
  • Discorda: 8%
  • Não sabe: 1%
CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO