Em Mangabeira, Cícero dá início a ação que vai realizar seis mil procedimentos médicos e acabar com demanda reprimida

 

O Centro de Educação Integrada, em Mangabeira, se transformou em um verdadeiro complexo de saúde. Neste sábado (9) e domingo (10), o local abriga a primeira etapa do programa Opera João Pessoa, da Prefeitura da Capital, em parceria com o programa Opera Paraíba, do Governo do Estado. A ação pretende realizar seis procedimentos médicos nos próximos meses, entre exames, consultas e cirurgias.

“Serão quatro finais de semana em quatro diferentes pontos da cidade para realizarmos as marcações de consultas e já fazendo alguns exames no próprio local e depois viabilizar as cirurgias realizando uma média de duas mil por mês. Com o esforço de todos vamos conseguir acabar com a demanda reprimida e muito em breve normalizar a situação e possibilitar que todo este processo ocorra sem qualquer atraso”, explicou Cícero Lucena.

O processo de marcação acontece em todos os finais de semana deste mês, começando em Mangabeira e seguindo por Cruz das Armas, Costa e Silva e Valentina consecutivamente. Espera-se uma média de 500 pessoas em cada um destes pontos. Além de marcar os procedimentos, os pacientes já podem realizar alguns dos exames no local, como a mamografia, ecocardiografia, eletrocardiografia, radiografia, ultrassonografia, exames laboratoriais e oftalmológicos.

Também são feitas no local consultas de clínica geral, cirurgia geral, oftalmologia e cardiologia. O programa também inclui consultas em ortopedia e circulação vascular, que são marcadas para realização rápida posteriormente.

“Tivemos uma fase do Opera João Pessoa onde recrutamos mil pessoas, que já estão sendo operadas ativamente e agora estamos abrangendo ainda mais com a parceria do Estado e incluindo novos procedimentos cirúrgicos, que são os ortopédicos e vasculares”, explicou o secretário municipal da Saúde, Luís Ferreira. Também estão inclusas na ação cirurgias de hérnia, catarata e vesícula.

O motorista Marcos Valério, de 32 anos, foi até o local para agilizar sua cirurgia ortopédica. “Fazia uns dois anos e meio que eu espetava e estou confiando que agora vai dar certo. A ação está sendo muito organizada, pessoal atencioso, dando as explicações que precisamos. Estou confiante que vai dar certo”, afirmou.

 

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFOMRA