Explosão de gás deixa homens com queimaduras em até 80% do corpo

 

Quatro homens ficaram feridos, neste último domingo (24), após a explosão de um botijão de gás em Recife, no bairro de Água Fria. Hoje (25), o Hospital de Restauração divulgou que todos tiveram graves queimaduras, chegando em até 80% do corpo, devido ao vazamento de gás que gerou o estouro.

O acidente aconteceu num comércio de galeto, que possui quatro botijões no local. No entanto, um desses bujões vazou e uma grande chama tomou conta do local fechado. Mauricio Leal Guedes, de 49 anos, e Diagmo de Souza Leão, de 57 anos, foram os mais atingidos, além de Marcelo Arthur de Andrade da Silva, de 28 anos, Wanderson Aragão de Moura, de 36 anos.

O médico que cuida de todas as vítimas do acidente, o Dr. Marcos Barreto, explicou a situação de cada um, mostrando por que Mauricio e Diagmo foram os mais afetados e Marcelo e Wanderson, os menos.

“Tem dois pacientes mais velhos, um de 49 anos, e outro de 57 anos, que foram os mais atingidos. Eles têm comprometimento em torno de 80% do corpo, [com queimaduras de] 2º e 3º graus, envolvendo a cabeça, parte do tronco, membros superiores, que foram mãos, e as pernas também. São os que mais nos preocupam, porque a extensão é grande e a idade é mais avançada”.

“Marcelo e Wanderson têm queimaduras menores, em torno de 40% de superficie corporal. Marcelo, na hora que tirou o botijão de gás, estava de costas para o ambiente, e, na hora da explosão, o fogo pegou-lhe pelas costas. Ele saiu queimando e pulou no canal. Foi o que aliviou a expansão dessa queimadura”, disse.

Todos estão na Unidade de Trauma do Hospital da Restauração, que não só é uma das maiores unidades do país para queimaduras, como também está superlotada. Por isso, apesar do acontecimento de ontem, as cirurgias de cada um só ocorreram hoje. Mas o local ainda possui pacientes aguardando vagas nos corredores, conforme relatou o médico.

MaisPB com g1


BORGES NETO LUCENA INFOMRA