Polícia divulga imagens de suspeitos de matar estudante dentro de escola

 

A Polícia Civil divulgou as imagens de dois homens suspeitos de envolvimento na morte do estudante João Vitor há um mês no bairro do Gramame, em João Pessoa.

De acordo com a delegada de Homicídios, Luiza Correia, as imagens foram extraídas das câmeras de segurança da escola e melhoradas pela Polícia Federal. “Ontem recebemos o laudo do aparelho de circuitos de câmeras que nos foi encaminhado pela PF para melhorar as imagens. O que podemos dizer é que são pessoas da localidade, porque se aproximaram a pé e fugiram a pé”, disse a delegada, em entrevista à TV Cabo Branco.

A delegada aproveitou para fazer um apelo para que as pessoas denunciem. “Fazemos um apelo à sociedade para que torne seu local de moradia mais seguro e utilizem o canal 197 para que cheguemos aos suspeitos”, afirmou, lembrando que as denúncias são anônimas.

O crime

O estudante de 18 anos foi assassinado a tiros na noite do dia 1º de junho, dentro de uma sala de aula da escola estadual Cineasta Linduarte Noronha, no bairro de Gramame, em João Pessoa.

O suspeito, que utilizava uma máscara de proteção, pulou o muro da escola e foi até uma sala de aula procurar por João Vitor. Não o encontrando, foi até outra sala, mas foi visto pela vítima no pátio da escola. Ele então tentou se refugiar em uma outra sala de aula, mas foi perseguido e morto.

João Vitor praticava esportes e recentemente tinha assinado contrato com um clube de futebol do estado de Pernambuco. A família informou à polícia que ele não tinha envolvimento com drogas.

MaisPB


BORGES NETO LUCENA INFORMA