Ciro Gomes pede ao TSE para barrar candidatura de Bolsonaro

 


A campanha do candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, entrou nesta sexta-feira (19) com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para barrar a candidatura à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Em terceiro lugar nas pesquisas, o pedetista contesta a postura de Bolsonaro durante a polêmica reunião com embaixadores em que o atual ocupante do Palácio do Planalto atacou o processo eleitoral, sem mostrar provas.

A equipe jurídica de Ciro Gomes pediu ao TSE a cassação do registro de Bolsonaro ou do diploma (se o presidente for reeleito), pela prática de abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação.

Ciro entrou com uma ação de investigação judicial eleitoral (Aije), que tem por objetivo impedir e apurar a prática de atos que possam afetar a igualdade dos candidatos em uma eleição.

Na reunião com embaixadores, Bolsonaro destacou que as urnas completaram automaticamente o voto no PT nas eleições 2018, que não possuem sistemas que permitem auditoria e que não é possível acompanhar a apuração dos votos -- o que não é verdade.

As urnas eletrônicas são usadas pelos eleitores brasileiros desde 1996, e até hoje nenhuma acusação de fraude foi comprovada.

CLICKPB



FALA PARAÍBA-BORGES NETO