Bruno Roberto presta solidariedade aos enfermeiros, chama suspensão do piso pelo STF de "ativismo judicial" e promete "expurgar" conduta se eleito


 O candidato ao Senado pela Paraíba, Bruno Roberto (PL), prestou solidariedade aos enfermeiros, chamou a suspensão do piso pelo STF de "ativismo judicial" e prometeu "expurgar" conduta dentro do judiciário brasileiro se eleito. Segundo ele, o piso da categoria é um direito que foi perseguido e defenderá sua implementação. 

"Presto minha solidariedade à categoria dos enfermeiros. Tendo em visto que foram vítimas desse ativismo judicial que determinou a suspensão do piso da categoria que presta um serviço essencial de saúde ao país", disse em sabatina ao programa Arapuan Verdade, desta quarta-feira (14), entre os candidatos ao Senado Federal da Paraíba.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO

Como acompanhou o ClickPB, o empresário disse essa interferência do Supremo Tribunal Federal cria desarmonia entre os poderes. "Como Senador da República, ao lado do presidente Bolsonaro, nós iremos fazer o confronto necessário para expurgar o ativismo judicial praticado por alguns daqueles que prestam jurisdição e quem tem gerado instabilidade na democracia e na harmonia entre os poderes", disse.