Coveiro é preso acusado de participar de organização criminosa que escondia drogas e munições em cemitério de Campina Grande

 


Um coveiro foi preso ontem (14), em Campina Grande, acusado de participar de uma organização criminosa que comandava o tráfico de drogas em várias regiões da cidade. Conforme trouxe o ClickPB, a organização também utilizava túmulos do cemitério Santa Terezinha como depósito de drogas e munições. 

O fato foi descoberto pela Polícia Civil após uma operação realizada pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado em parceria com o Grupo de Operações Especiais (GOE). Segundo o delegado Diego Beltrão, o homem "utilizava-se da função para esconder o material no local, inclusive tinha a chave do ambiente".

Durante a operação, os policiais apreenderam três revólveres e uma pistola, além de muitas porções de cocaína, maconha e mais de 200 litros de ‘loló’. A quantia de R$ 23 mil também foi apreendida. O cemitério de Santa Terezinha era utilizado como depósito de parte do material ilícito. No local foram apreendidas parte das drogas e munições. 

Conforme apurou o ClickPB, durante a operação foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão e oito prisões. Os alvos foram capturados nos bairros de Alameda, Serrotão e Vila Cabral de Santa Terezinha. De acordo com o delegado Diego Beltrão, trata-se de uma organização criminosa envolvida diretamente no tráfico de drogas em várias regiões da cidade. 

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO