Em Campina Grande, presidenciável Ciro Gomes defende novo modelo de previdência para o Brasil

 



Em visita a Campina Grande nesta sexta-feira (16), o candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, defendeu a implantação de um novo modelo previdenciário no Brasil.
De acordo com Ciro, o modelo previdenciário pensado por ele tem três eixos: a criação de um programa de renda mínima como direito previdenciário; criação de um regime de repartição para todos os trabalhadores da iniciativa privada e pública; e a implantação de um regime de adesão voluntária, de capitalização.

“Esse modelo está proposto desde 2018 e eu tenho tentando mostrar para a população a necessidade de colocá-lo em discussão”, disse o candidato. “O programa de renda mínima como direito previdenciário, ou seja, escrito na constituição, para nunca mais a gente ameaçar ou explorar a população demagogicamente em véspera de eleição. Será mil reais por domicílio e a fonte de recurso está toda prevista”, completou.

Segundo Ciro, o modelo está completo, mas também pode ser melhorado a partir da crítica da população. Ainda de acordo com o candidato, a implantação das mudanças permitirão o desenvolvimento econômico brasileiro.

Acompanhado do candidato a governador Pedro Cunha Lima (PSDB) e de outros políticos, Ciro Gomes discursou em um palanque para apoiadores e comerciantes. Após o discurso, o candidato deixou o local. Durante a visita, Ciro, declarou que se fosse eleitor paraibano, seu voto seria do tucano.

Ciro Gomes foi o segundo presidenciável a visitar a Paraíba esta semana. No meio de semana, a candidata Simone Tebet do MDB, também visitou Campina Grande.

PB AGORA


FALA PARAÍBA-BORGES NETO