Leilão de ilha paradisíaca em Ubatuba termina sem lances pela segunda vez


 Terminou nesta sexta-feira (23), sem lances, o leilão de uma ilha paradisíaca em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. O valor inicial mínimo para as propostas, de R$ 23 milhões, não atraiu interessados e foi reduzido quase pela metade, para R$ 11,4 milhões.

Havia 16 habilitados para o leilão, mas nem o desconto de 50% atraiu um novo morador para a Ilha da Almada.

O imóvel já havia sido leiloado em 2015, por R$ 25 milhões, mas também não houve interessados. Com 188 mil metros quadrados e localizada no Parque Estadual da Serra do Mar, a ilha tem acesso a dez praias e só pode ser acessada por barco pela praia do Engenho.

No terreno há uma mansão, construída em 1990 por um empresário ligado ao setor de saúde, com 757 metros quadrados, nove suítes, sala de estar com seis ambientes e área externa e piscina.

A ilha pertence à Marinha do Brasil, que cede o uso da área – ela só pede o espaço de volta em caso de inadimplência ou de guerra. Como não houve proposta, a empresa responsável deverá comunicar à Justiça que a Almada poderá ser leiloada novamente.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO