MP investiga vice-prefeito de Lucena por suposto exercício ilegal da advocacia

 

O promotor de Justiça Ronaldo José Guerra, da Promotoria de Justiça Cumulativa de Cabedelo, instaurou um inquérito civil para investigar o vice-prefeito de Lucena Antonio Mendoça Monteiro Junior, o Bolão, por supostamente exercer ilegalmente a advocacia.

De acordo com o promotor, exercer advocacia paralelamente a um cargo público pode resultar em improbidade administrativa, consoante disposto na Lei 8.429/92, bem como o ressarcimento ao erário.

Nas eleições de 2020, quando Bolão foi eleito vice-prefeito, a sua profissão declarada foi a de “advogado”.

Confira:

001.2021.033923-Portaria de instauração de IC nº 2_4° PJ – Cabedelo_2022-Portaria de instauração de IC-2022-0001549786 (2)

 

PB Agora


BORGES NETO LUCENA INFORMA