TRE-PB nega registro de candidatura de candidata a deputada estadual do PRTB


 A candidata a deputada estadual Missionária Vanda, do PRTB, teve seu registro de candidatura negado pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB). Conforme acompanhou o ClickPB, a Corte Eleitoral se reuniu nesta segunda-feira (29) em sessão e deliberou sobre alguns registros de candidatura para as Eleições 2022.

O registro de candidatura foi indeferido de forma unânime pelo TRE-PB em consenso com o voto do relator, juiz Arthur Monteiro Fialho, em harmonia com o parecer ministerial. Ainda cabe recurso sobre a decisão.


O relator do registro de candidatura da Missionária Vanda, juiz Arthur Monteiro Fialho, destacou em seu voto que a candidata não apresentou prova de filiação ao PRTB, partido pelo qual pretendia se submeter ao pleito. Além disso, segundo o parecer da procuradora regional eleitoral Acácia Soares Peixoto Suassuna, a candidata não consta sequer na lista oficial de filiados ao PRTB no estado da Paraíba.

Como tentativa de prova de sua filiação, a Missionária Vanda apresentou sua ficha de filiação ao partido. No entanto, como destacou o juiz Arthur Fialho, a ficha estava praticamente em branco, já que sequer a data de sua inscrição na legenda constava no documento.

Por estes motivos, a Corte Eleitoral considerou que as provas apresentadas não foram suficientes para comprovar que a Missionária Vanda estava filiada ao PRTB há, pelo menos, seis meses antes da data do pleito.

O presidente do TRE-PB, desembargador Leandro dos Santos, comentou o caso em análise na Corte Eleitoral. Ele destacou que a apresentação dos documentos necessários  é o mínimo que deve ser feito por parte dos candidatos. "Não consegue nem registro porque não traz nem os documentos", criticou.


CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO