Veneziano diz que rompimento com João Azevêdo foi natural e alega que ex-aliado deixou a desejar no comando do estado


 O candidato a governador da Paraíba, Veneziano Vital do Rêgo (MDB), disse, nesta sexta-feira (23), durante entrevista ao programa Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan FM, que o rompimento com João Azevêdo foi natural e alegou que ex-aliado deixou a desejar no comando do estado, "a história não me perdoaria".

Para o senador, seu ex-aliado, o governador João Azevêdo (PSB) se comprometeu com projetos e promessas de campanha que foram abandonados. "Ele não conseguiu colocar boa parte delas em prática", explicou.  

O emedebista ainda alegou que seu adversário "abandonou antigos aliados e se juntou com bolsonaristas", reforçando que sua escolha cumpriu uma missão dada por Lula. "A história não me perdoaria, se não aceitasse o chamamento que foi feito pelo MDB e pelo presidente Lula para dar a minha contribuição e disputar as eleições. Não poderia eu ficar de braços cruzados”, destacou.

CLICKPB


FALA PARAÍBA-BORGES NETO