Romero, Efraim e Cabo Gilberto se reúnem com Bolsonaro em Brasília e cobram obras na Paraíba


 Os deputados federais eleitos, Romero Rodrigues e Cabo Gilberto, além de Efraim Filho, que venceu a disputa para uma das vagas no Senado, participam desde ontem de reuniões em Brasília, com o presidente Jair Bolsonaro e alguns de seus aliados no Palácio do Alvorada. Os paraibanos aproveitaram a oportunidade para colocar em pauta questões de interesse da Paraíba.

Entre os assuntos postos em pauta estão de ações de infraestrutura, dentre elas a liberação de recursos para triplicação da BR-230 em João Pessoa e a continuidade da duplicação da alça Sudoeste em Campina Grande. Também se falou sobre o abastecimento de água com o terceiro eixo da Transposição do Rio São Francisco, o perímetro irrigado das várzeas de Sousa e projetos de habitação, para levar moradia e dignidade a toda população paraibana.

Em suas redes socais, Efraim Filho  "Estamos juntos nesta caminhada, em defesa da Paraíba. Também encontramos com o Presidente  Jair Bolsonaro, com o amigo Senador Rogério Marinho, eleito pelo Estado vizinho do RN e o presidente da Câmara Arthur Lira", escreveu.

Romero Rodrigues também publicou em suas redes sociais, uma foto na qual aparece ao lado de Efraim Filho e do também eleito deputado federal, Cabo Gilberto. "Tendo a honra de encontrar nesse momento no Palácio da Alvorada o amigo Efraim Filho e Cabo Gilberto para reunião com o Jair Bolsonaro, manifestando apoio à reeleição", escreveu. 

O principal desafio dos aliados paraibanos do presidente é reverter a derrota de Bolsonaro em Campina Grande e João Pessoa. Campina Grande tem uma tradição de antipatia ao PT e Bolsonaro havia vencido nas duas maiores cidades da Paraíba nas eleições de 2018. Entretanto, no últimos domingo Lula, do PT, teve 49,20% dos votos para a Presidência (118.874 votos), enquanto Jair Bolsonaro foi a escolha de 42,48% dos eleitores (102.633 votos) do município.

O presidente está recebendo desde segunda-feira seus  apoiadores de todo o Brasil com o objetivo de definir as estratégias para o segundo turno da corrida ao Palácio do Planalto, marcada para o próximo dia 30. Bolsonaro ficou em segundo lugar no primeiro turno, atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) (48,4% a 43,2%),

CLICKPB


BORGES NETO