PF trocará ao menos 20 superintendências e terá mais mulheres em cargos de chefia

 

 novo diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, vai fazer uma ampla mudança na cúpula do órgão nos Estados. Ao menos 20 das 27 superintendências serão trocadas, segundo a colunista Bela Megale, de O Globo.

Entre os critérios que vão nortear as mudanças está o de aumentar o número de mulheres em cargos de chefia. A medida está em sintonia com as propostas adotadas pelo governo Lula.

A meta seria nomear delegadas como superintendentes em, ao menos um terço, dos Estados. Se isso acontecer, pelo menos nove superintendências da PF serão comandadas por mulheres. O efetivo de delegados da corporação é formado majoritariamente por homens. Dados do Ministério da Justiça mostram que só 15% dos postos de delegados da PF são ocupados por mulheres.

A PF foi um dos órgãos que mais sofreram interferência direta na gestão Bolsonaro. O ex-presidente chegou a trocar o diretor-geral quatro vezes.

VITRINE DO CARIRI


FALA PARAÍBA-BORGES NETO