Paraibano morre queimado pela ex no RJ e família faz apelo para transportar corpo; vídeo

Um paraibano morreu na noite dessa quarta-feira (30) no Rio de Janeiro (RJ), quatro dias após ter sido atacado pela ex-namorada. Luan Henrique, de 27 anos, ficou com 40% do corpo carbonizado. Ele estava internado em estado grave no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. As informações são do jornal O Dia.
O pai da vítima, Ednaldo Dantas, afirmou que momentos antes do crime, Alessandra M. Silva chamou o ex-namorado para conversar. Em seguida, durante uma briga, ela jogou álcool e colocou fogo em Luan. A suspeita foi presa nesta quinta-feira (31).

Relacionamento conturbado

O casal teve um relacionamento de um ano e estava há cerca de quatro meses separado. Segundo Ednaldo, apesar do casal não estar mais junto, um sempre ia atrás do outro.
Eles já tinham se envolvido em uma briga no dia do crime. A vítima voltou para casa e depois foi até a casa dela novamente. O pai conta que se passaram 20 minutos e ele soube do que tinha ocorrido.
Pai e filho nasceram na Paraíba, Ednaldo mora no Rio há 20 anos e o filho, que trabalhava como auxiliar de cozinha, morava com ele há três.

Redação


BORGES NETO LUCENA INFORMA

Comentários